Diferentes tipos de revestimentos para diferentes projetos

Decorar, construir ou reformar é uma tarefa um tanto quanto árdua, pois envolve uma série de elementos e exige um planejamento altamente adequado para que nada saia fora do eixo.

Por ter diversas etapas, muita gente acaba desistindo de realizar esses procedimentos por impaciência e pelos inúmeros aspectos que devem ser decididos.

Um deles é quanto aos revestimentos. E, claramente, não estamos apenas falando de reformas domésticas, mas também de reformas de ambientes industriais, onde ocorre a troca de revestimento de poliuretano, por algo mais tecnológico ou troca por causa de outro setor que está por vir.

Este artigo falará mais sobre os tipos de revestimentos disponíveis no mercado e quais são suas utilizações mais comuns e as proteções que podem trazer tanto a casa quanto as pessoas que usam cotidianamente o local.

Entendendo melhor o que é revestimento

Revestimento é uma camada externa que tem como objetivo cobrir a alvenaria. Alvenaria, por sua vez, é a estrutura das paredes ou então de pisos que são compostos de cal, cimento e gesso. Existem inúmeros tipos de revestimentos, como:

  • Azulejos;
  • Porcelanatos;
  • Cerâmicas;
  • Pastilhas;
  • Pedras.

E há também os revestimentos líquidos como o revestimento autonivelante e o de pvc.

O revestimento tem um grande apelo estético e ajuda muito na concepção de como será a construção. Isso porque cada revestimento tem um local específico para ser aplicado.

E isso está atrelado à função do cômodo. Banheiros terão revestimentos diferentes dos da cozinha por exemplo. Não adianta apenas investir em um revestimento bonito, é necessário saber se é resistente e de qualidade e se está adequado para o cômodo.

Entendendo os revestimentos industriais

Antes de falarmos dos revestimentos domésticos é importante lembrarmos dos revestimentos industriais como o revestimento de pvc e o de poliuretano.

São revestimentos à base de dois materiais diferentes, mas que dão ao ambiente as mesmas características. Uma delas é a alta resistência a impactos físicos de modo que seja diminuído e muito o desgaste.

Tipos de revestimentos domésticos

Iremos tratar agora dos revestimentos mais usados em casas e apartamentos. E claro, assim como os industriais, é importante levar em conta a praticidade e a durabilidade desses revestimentos.

A durabilidade afeta diretamente o preço, mas, por vezes, é altamente vantajoso em comparação a outros com qualidade um pouco mais inferior.

Para termos uma noção, os revestimentos mais caros são aqueles feitos com mármore e granito, pois são usados tanto como revestimento de parede como de piso. Porém, há soluções que dão o mesmo efeito desses revestimentos e podemos citar com maestria o porcelanato.

O porcelanato vem crescendo por causa de sua baixa absorção de água, tornando-o versátil e garantindo elegância e aconchego ao ambiente.

O porcelanato tem algumas características bastante importantes como a resistência, a durabilidade e a alta impermeabilidade, além de possuir um design altamente sofisticado, com estampas que reproduzem madeira, mármore e concreto. São versáteis como o forro de pvc e outros materiais.

Um dos porcelanatos mais usados é o chamado porcelanato amadeirado, que, como o próprio nome diz, imita a madeira, inclusive na forma, sendo cortado em lâminas também. Há diversas formas de imitação da madeira com resultados muito parecidos.

Já o porcelanato, que imita o mármore, por exemplo ,é muito mais resistente que as pedras pode ser usado em qualquer lugar da casa. O estilo de mármore vem de um scanner, trazendo padrões muito parecidos com os originais.

E, por fim, sobre o porcelanato, destacamos sua facilidade na limpeza, já que basta uma vassoura com cerdas macias e pano umedecido para que o seu brilho e sua beleza sejam ressaltada.

Além do porcelanato, há as pastilhas, que são mais usados nos banheiros, mas também t~em aplicação válida na cozinha. A ideia desse revestimento é que o espaço se integre à decoração de forma completa.

Há também o piso antiderrapante, que geralmente é feito com material emborrachado e que garante que o piso não seja escorregadio. É mais indicado para locais onde há muitas crianças ou então idosos com dificuldades de locomoção.

Assim, podemos dizer que o ramo dos revestimentos é altamente complexo e exige uma capacidade de compreensão da demanda muito grande. Por isso, é importante pensar em qual revestimento é o mais adequado para você e suas necessidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *