O que é necessário para construir?

Construir é uma tarefa complexa, há várias etapas e processos na qual é importante se preocupar, como as estruturas metálicas leves, o tipo de material, os profissionais que vão trabalhar e assim por diante.

Além disso, há uma parte burocrática de toda a construção e sem ela é impossível desenvolver qualquer projeto. A burocracia da obra garante que o trabalho feito por profissionais da arquitetura, pelos pedreiros e pela engenharia civil seja validado e dado como correto.

Dessa maneira, é importante sabermos quais são esses procedimentos burocráticos e, mais, saber quais os possíveis procedimentos e etapas que uma obra pode passar.

É por isso que nesse artigo falaremos de algumas dessas etapas e de como elas são importantes para que a obra flua de maneira eficiente.

Procedimentos burocráticos pré-obra

Para construir não basta boa vontade e dinheiro, é preciso estar atento as leis e normas de segurança que regem o segmento, e todo município possui um Código de Obras que está atrelado a uma lei de zoneamento.

Para que sua obra possa começar sem que haja atrasos é importante seguir alguns pontos. Abaixo falaremos de alguns documentos que são padrão em quase todos os municípios.

Licença para obra

O licenciamento da obra é o passo principal para a construção de um imóvel. Sem o documento de licenciamento, a obra pode sofrer diversos problemas como multas. embargos e, em casos extremos, a demolição da construção.

Cada município tem documentos específicos para que o licenciamento possa ocorrer, assim, é importante saber quais são os documentos que regem a legislação das obras.

Alguns documentos imprescindíveis são:

  • Projetos;
  • Alvará de construção;
  • Matrícula do imóvel;
  • ART/RRT.

Projetos para construir

Os projetos são feitos por profissionais qualificados, como arquitetos e engenheiros civis. Eles devem ser encaminhados a municipalidade que analisarão se tal obra poderá seguir.

Os projetos são completos e indicam todas as etapas da obra, que vão desde os tipos de materiais até o planejamento de coleta seletiva na construção civil.

Alvará de construção

Assim que o projeto é aprovado, a prefeitura entra com o processo de liberação do alvará da construção. O alvará é uma permissão para que a obra possa iniciar.

Com o alvará, o empreiteiro fica tranquilo quanto ao andamento da obra. Há algumas obras que não precisam de alvará, como o caso de pequenas reformas que não mexem com a estrutura, nem com o aumento da área, pinturas, reparos e construções de jardins, galerias e pavimentações de ruas e calçadas.

Além desses, existe também a matrícula do imóvel que é um número que comprova a propriedade do terreno a ser construído. E também a ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) que é emitido pelo engenheiro credenciado pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia).

Já o RRT (Registro de Responsabilidade Técnica) é o mesmo documento que o ART, porém, expedido por um arquiteto credenciado pelo CRAU (Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo).

Assim, tendo os documentos corretos, pode-se fechar os contratos e começar a obra.

As etapas necessárias para construir

Depois de feito todos os procedimentos burocráticos, é então hora de colocar em prática o projeto, são etapas de uma obra:

Serviços preliminares para o construir

Os serviços preliminares são aqueles que preparam o terreno para o recebimento da obra, como a limpeza do terreno, terraplanagem e compactação de solo.

Além disso, também se inclui a formação do canteiro de obras e o barracão, que é o armazenamento dos materiais e as ferramentas.

Fundações

O segundo passo é construir as fundações, que fortalecerão a estrutura, evitando que a casa tenha rachaduras e trincas.

Assim, há vários tipos de fundações e as adequadas estarão descritas no projeto.

Estrutura para construir

É o que compõe as partes acima do solo e que sustentarão a edificação, são as vigas, as lajes e também pilares. São os chamados esqueletos da obra, que devem ser fechados com alvenaria.

Paredes e teto

Se fecham as estruturas com tijolo e argamassa na maioria dos casos. Pode também ser usado drywall e gesso acartonado, além de alguns casos usar perfis metálicos.

O teto é sempre feito por último, deixando espaço para instalações hidráulicas e elétricas (para instalação de sprinklers em alguns casos) e possui uma estrutura de madeira e uma cobertura de telhas.

Depois fazem a instalação hidrossanitária, a elétrica, e por fim o acabamento e os revestimento. E como se fosse uma limpeza de cadeiras estofadas, a obra está pronta.

Assim, vimos que uma obra tem diversas etapas para construir e todas elas são importantes para que o processo seja rápido, eficiente e seguro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *